Papel ARCHES para Pintura a Óleo

papel arches para pintura a oleo

O papel ARCHES para óleo contempla as diversas necessidades do pintor: composição, gramatura e desempenho perante a media a ser utilizada.

papel arches oleoAs fibras componentes do papel ARCHES para óleo são as longas, de puro algodão; a espessura do papel no caso remete  ao seu peso por metro quadrado, que é de 300 gramas.  O papel de tal peso  é suficientemente resistente para todas as técnicas usuais do óleo.

Livre de ácidos e com reserva alcalina.

A mecânica da produção do papel é obtida pelo método de FORMA REDONDA, produção somente utilizada pela industria que emula a condição MANO MÁQUINA tradicional, diferente da técnica da FORMA PLANA . A técnica de FORMA REDONDA permite um melhor entrelaçamento das fibras do algodão que resulta em uma resistência apreciável como suporte de pintura.

O encolamento na massa é dosado tendo em vista a utilização da técnica desejada e diferente da produção do papel artístico para outras técnicas.

Mas a característica final da produção do papel ARCHES para óleo é sua camada final seladora, indisponível até agora nos suportes com as mesma finalidade:  a obtenção desse aspecto final nesse papel, imperceptível  a olho nu  possibilita ao pintor a óleo uma liberdade até o momento indisponível.

AS CARACTERÍSTICAS DEFINITIVAS DO PAPEL ARCHES PARA ÓLEO:

bloco papel arches oleoOs suportes para pintura a óleo exigem muito pelas características da técnica:

Isolamento do suporte, espessura do substrato, comportamento perante a acidez da media, resistência e compatibilidade em relação aos solventes utilizados no óleo, comportamento perante os mediums auxiliares, características de absorção, tração mecânica em relação ao enrolamento, etc.

O novo papel ARCHES para pintura a óleo contempla todos os requisitos para se diferenciar em termos de excelência a todos os detalhes da técnica; em termos gerais, adicionada outras vantagens, até agora não disponíveis ao artista.

DISPONIBILIDADE E MANEJO DO MATERIAL

papel archesSem dúvida os grandes formatos não são atingidos pelo papel ARCHES para óleo. Mas até o limite da largura de um metro e comprimento de até nove metros a opção está disponível.

Dentro dessas limitações o papel ARCHES só oferece vantagens: pode ser cortado e adaptado nos tamanhos pré definidos; pode ser colado em outros suportes rígidos.

Mesmo tendo uma espessura e peso apreciável é facilmente alocado, não exige condicionamento especial e estocado de maneira confortável.

O papel ARCHES para pintura a óleo até o momento está disponível em formatos de folhas, blocos e rolos nas seguintes dimensões:

AS FOLHAS: Sempre na gramatura de 300g as folhas medem 56 x 76 centímetros
OS BLOCOS: Na mesma gramatura nos tamanhos 23 x 31 e também 31 x 41 centímetros com 12 folhas cada bloco.
EM ROLOS: Os rolos medem 1,13 x 9,15 metros, também em 300g por metro quadrado.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS PRÁTICAS DO PAPEL ARCHES

O papel Arches para pintura a óleo possibilita várias possibilidades únicas em alguns casos:

Antes de tudo: Não há necessidade de selagem e/ou imprimação

1 – As duas faces do papel recebem a pintura a óleo(e também as outras técnicas) pois
a camada seladora contempla os dois lados

2 – O papel pode ser cortado em qualquer tamanho.

3 – O papel, uma vez pintado, pode ser envernizado.

4 – O papel recebe técnicas mistas mesmo com a pintura a óleo, um vez respeitado o conceito “grasso sul magro”.

5 – O papel aceita e responde bem aos solventes comuns da pintura a óleo.

6 – O papel recebe sem problemas camadas mais espessas de óleo, incluindo espatulado.

7 – O papel pode ser colado a qualquer tempo em um suporte rígido.

8 – O papel, uma vez pintado e em estagio de secagem apropriada pode ser enrolado e transportado facilmente.

9 – A discussão relativa aos suportes de pintura mais convencionais até o momento, como as telas de tecido, são sobrestadas pois a essência das matérias tem a mesma base: as fibras vegetais de maneira mais ampla; a formação da tela diferencia o tecido(trama e urdidura) do papel, entrelaçamento randômico das fibras. No papel a camada seladora é sutil e imperceptível.

10 – Uma estrutura de 300 gramas por metro quadrado proporciona excelente resistência ao dia-a-dia de manipulação.

CONCLUSÃO: TRATA-SE DE UM MATERIAL QUE RENOVA AS MANEIRAS DE USAR O SUPORTE NA PINTURA A ÓLEO, SEM ABSTRAIR AS OUTRA TÉCNICAS.

Compre no Fruto de Arte

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *